Sala de Espera

  • Atomic Garden
    Idade: 19
    Lugar: Chapecó, SC.
    Condição: Frescura.
  • Lipedal
    Idade: 19
    Lugar: Santo Ângelo, RS, no meio da roça missioneira.
    Condição: Demofobia e Nerdice Aguda. Foi ao Mundo Real duas vezes, durante as quais ganhou uns graus de miopia devido à exposição ao sol.
  • Vexille
    Idade: 20
    Lugar: Recife, PE. É o único do consultório que mora numa cidade de verdade.
    Condição: Psicose e Esquizofrenia. Obsessão compulsiva por filmes clássicos de terror brutal e trash em geral.

Links

Últimos Posts

Arquivo

Segura no meu empreendimento

Por Vexille || 02:48:00 || 4 de mai de 2006
Desde os tempos primórdios da aurora da humanidade, o homem vem inventando toda uma sorte de soluções para seus problemas. Muitas dessas invenções revolucionárias são os pilares de sustentação da vida moderna como conhecemos. Por outro lado, o mundo seria um lugar muito melhor, cheio de magia, com sabor de chocolate, cheiro de terra molhada, se não fosse por outras dessas invenções, como novelas da Globo, o Rafa da MTV e a copa do mundo. Falando nisso, que time é teu?

Mas não é dessas besteiras que eu quero falar. O homem inventou algo muito pior do que o que acabou de ser citado. Pior do que pagode. Pior do que o ICMS. E o seu nome é EMPREENDEDORISMO. Mas eu não estou falando da "qualidade de quem é empreendedor", e sim de uma cadeira num maldito curso técnico de desenvolvimento de software.



Daniel Azulay empreende sua passividade

Mas calma, vamos por partes. O que seria essa tal cadeira de Empreendedorismo? Basicamente, é um curso que te ensina bom senso. Uma aula que ensina coisas que não se pode aprender, algo que qualquer pessoa consideraria estúpido. Exceto pessoas sem bom-senso.

O que me leva à pior parte da bagaça. Esse tipo de aula já seria ruim o suficiente em circunstâncias normais. Agora se imagine no meio de uma sala de cerca de 25 pessoas, sendo que a maioria delas está realmente interessada na porra da aula. Sério mesmo, poucas pessoas nesse mundo merecem esse tipo de tortura. Os roteiristas de Malhação, a novela infinita, por exemplo, merecem o tratamento.

— Hoje vamo fazer um estudo de caso sobre Seu Zé, um grande empreendedor. Ele é dono de uma vendinha de bombom no Rio. Uma das técnica* que ele usa para atrair o freguês é estar sempre de bom humor, e contar piada* sempre que puder.
— Ah, professora! Quer dizer que assim ele consegue atrair clientes, né?
— Isso mesmo. Ele também costuma dar uns doce* de brinde, de vez em quando.
— Ah, ah! Então assim ele consegue atrair novos clientes... E manter os que já tem, né? NÉ?!

* Para melhorar a situação, dona Aniuska, a professora, tem um belo sotaque MATUTO, e é incapaz de falar qualquer palavra no plural.

É, gente boa. Sem uma aula te esvaziando da carteira 80 pilas por mês por 90 minutos semanais, NINGUÉM iria saber que é importante pra um vendedor, ah... não sei, ATENDER BEM? E o pior: nego ainda se ADMIRA e se entusiasma com essa merda de aula! AQUI. Minhas cuecas. Ponha sobre sua cabeça, não quero mais ver a sua cara.

Mas cuidado. O negócio é mais sério do que parece.

- Hoje se percebe que é preciso preparar para esse caminho promissor, aumentando as chances de sobrevivência.

- Este é o motivo do curso de Empreendedorismo

Texto retirado da apresentação de PowerPoint "Caracteristica do emp.ppt"

Sobrevivência. Sobrevivência, entendeu? Aprenda a ser um bom VENDEDOR DA AVON ou morra empalado e estuprado pelo MASTRUÇO CORPORACIONAL.

Mas então. Só pra dizer que a aula não é uma coisa totalmente direcionada a pacientes que acabaram de realizar uma lobotomia, 40% da carga horária é direcionada a um assunto de verdade. Vira meio que uma aula de Administração mais simples.

Só que é meio IMBECIL forçar uma aula de Adminitração pruma turma de programação. A maioria dos alunos que NÃO desistem até o final do curso (minha sala começou com 15 pessoas e terminou com 3. Contando comigo) vai acabar sendo um mísero programador sem ambições e trabalhando feito um condenado, 10 horas por dia, incluindo sábados, sem plano de saúde nem uma sala com lanches e cafézinho, e acabar tendo um ataque cardíaco de tanto estresse. Mas ele vai saber fazer PLANOS DE NEGÓCIO! Obrigado, professora!

Marcadores:


Poderizado por Blogger . Haloscan . HTML . CSS . RSS .