Sala de Espera

  • Atomic Garden
    Idade: 19
    Lugar: Chapecó, SC.
    Condição: Frescura.
  • Lipedal
    Idade: 19
    Lugar: Santo Ângelo, RS, no meio da roça missioneira.
    Condição: Demofobia e Nerdice Aguda. Foi ao Mundo Real duas vezes, durante as quais ganhou uns graus de miopia devido à exposição ao sol.
  • Vexille
    Idade: 20
    Lugar: Recife, PE. É o único do consultório que mora numa cidade de verdade.
    Condição: Psicose e Esquizofrenia. Obsessão compulsiva por filmes clássicos de terror brutal e trash em geral.

Links

Últimos Posts

Arquivo

Prazer, Atomic

Por yusanã || 11:04:00 || 5 de abr de 2006
Então, Doutor. Para começo de conversa, não acredite em nada do que aqueles dois disserem. Quem? O Lipedal e o Vexille, isso mesmo. São dois loucos de pedra, é sério. Eu ouvi lá da sala de espera aquele nerd falando que eu sou um 'índio maníaco depressivo que acha que é nórdico'. Era só o que me faltava, eu achando que sou nórdico. Eu SOU nórdico, entendeu bem? Rá! Eu fui enviado por Odin para salvar o mundo da hipocrisia cristã! Possuo o "Épico Machado de Thor" e com ele farei justiça por onde estiver! Revelarei a verdade e...

O quê? Descer da mesa? Desculpe, acho que me empolguei.

Ah, está certo, então eu lhe direi o real motivo de minha vinda até o seu consultório: dizem que eu sou problemático, depressivo, maníaco e outras coisas mais. Porém, em verdade lhe digo, é tudo mentira! Um nórdico puro, como eu, não tem problemas desse tipo. E ai de quem disser o contrário! Encho de porrada e quebro cada osso do corpo antes de dar uma machadada certeira no pescoço! Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh.

Pelas barbas do profeta, acho que acertei minha perna. Por favor, Doutor, pode adicionar o valor da mesa na consulta de hoje, peço desculpas novamente, acho que me empolguei mais uma vez. Enfim, voltando ao que eu dizia: sou um Nórdico perfeito, aqueles médicos é que eram loucos. Riram de mim quando eu disse que seria capaz de fugir de lá. Disseram-me que era o 'Hospital Psiquiátrico mais seguro do mundo, completamente envolto em florestas, e que seria impossível sobreviver sozinho no meio delas ou encontrar a civilização novamente'. Rá! Só para mostrar para eles do que eu sou capaz, escalei o mais alto dos muros e corri mata a dentro, seguido por alguns cachorros dos guardas. Chegaram a mandar até a polícia atrás de mim, dizendo que eu era 'potencialmente perigoso', mas ninguém foi capaz de me encontrar.

Fiquei escondido durante muitos invernos, comendo porcos-do-mato e javalis recém-caçados. Contudo, foi lá que descobri a verdade: era uma noite fria e escura, como se todas as outras noites não fossem frias e escuras na floresta, mas é preciso dramatizar, o senhor sabe. Doutor, divago. Era uma noite ainda mais fria e ainda mais escura que todas as outras, eu acabara de jantar uns cogumelos estranhos e andava no meio das árvores como se procurasse alguma coisa, acabei encontrando ninguém menos que Odin, Deus do Céu, da Terra, de Valhalla e de todos os demais planos espectrais que a mente humana já criou! Ele apareceu em seu trono e me entregou a difícil missão de paganizar todos os incrédulos. Depois, disse-me que usar argumentações e lógica era coisa para ateus, e que seria mais fácil convencer o mundo da verdade se eu matasse todos aquele que não acreditassem em mim. Foi aí que eu consegui essa maravilhosa arma, veja como é linda, Doutor!

Naquela noite ainda encontrei ninfas sedentas por sexo, duendes tocadores de alaúde e até mesmo presenciei uma luta entre texugos e guaxinins malvados. Oh, Doutor! Nunca esquecerei os guaxinins e seus dentes triturando as entranhs dos pobres texugos, que cena horrível! Desmaiei de tanto horror! Quando acordei, estava deitado numa pracinha de uma cidade chamada Chapecó. Creio que Odin quis que minha missão começasse ali. Posteriormente, fiquei sabendo que chegaram até a colocar minha cabeça a prêmio na Noruega, e que iriam pagar em dólares qualquer informação que os levasse até meu paradeiro. Ninguém suspeita que eu esteja no seu consultório agora! Rá!

Doutor, do que o senhor está rindo? Como assim não está rindo? Eu notei um riso sarcástico no canto de sua boca! Ah, claro, eu entendi! Escute Doutor,creio que cometi um erro ao lhe contar tudo isso, mas agora é tarde. Confiei em ti e me desapontei, agora terei que te matar, não posso correr o risco de que essas informações cheguem até a imprensa. Vamos, levante-se e morra como um homem. Agora, Ai! O que tinha nessa seringa? Diga-me, Doutor! Está tudo ficando embaçado!

Pelo calcanhar de Thor! Está tudo preto, eu vou, e , eu, vo , ugh , ...

Marcadores:


Poderizado por Blogger . Haloscan . HTML . CSS . RSS .